Os Benefícios da Cerveja

Além de ser uma opção para driblar o calor, a cerveja, quando consumida moderadamente, possui ótimos benefícios para a saúde. O responsável pelos efeitos positivos da bebida é olúpulo, planta utilizada para conferir amargor. Ele também é utilizado como composto medicinal no tratamento de insônia, nervosismo, dor de cabeça, falta de apetite e até mesmo ação anti-inflamatória.

Conforme uma pesquisa publicada na Revista Chemistry & Biodiversity, durante o estudo, os pesquisadores isolaram 13 compostos da planta que foram aplicados em ratos de laboratório para a comparação com um medicamento anti-inflamatório comercializado atualmente (indometacina).

Depois das análises, ficou comprovado que 11 dos 13 compostos analisados apresentam ação anti-inflamatória semelhante à do remédio. Outros dois compostos foram capazes de retardar a formação de tumores de pele, reduzir sua quantidade e até diminuir a incidência em ratos.

Outra pesquisa avaliou o efeito do lúpulo na prevenção do desenvolvimento do câncer de mama. Através da aplicação do extrato de lúpulo em uma linhagem de células mamárias, cultivadas em laboratório, que estão mais propensas a desenvolver esse tipo de câncer, foi mostrado que ele é capaz de inibir a formação de algumas substâncias que favorecem o aparecimento de tumores, além de dificultar a transformação das células em ameaças cancerígenas.

E não para por aí! Outro benefício comprovado do lúpulo é sua ação neuroprotetora. Ela encontra-se no xanthohumol, principal flavonoide presente na planta e que, em testes com ratos, mostrou-se capaz de melhorar o fluxo sanguíneo cerebral, inibir respostas inflamatórias, morte celular programada e formação de coágulos.

Segundo a ciência, o lúpulo teria até efeito antiobesidade, já que o extrato da planta inibiu o aumento tanto do peso corporal, quanto do peso do tecido adiposo em ratos com uma dieta rica em gorduras. A experiência, que durou 20 semanas, mostrou que o lúpulo foi capaz, ainda, de reduzir o tamanho das células gordurosas e do acúmulo de gordura no fígado, e seu extrato também melhorou a intolerância à glicose, contribuindo para evitar o desenvolvimento de diabetes.

Fonte: Matéria da Revista Ein Bier – Edição 2 – 2015

Comentários